Wednesday, January 03, 2007

Um septuagenário... é um losango com sete lados!!!

Certas frases típicas de algumas velhas que conheço ou nem por isso.

. “Ai, sinto aqui um aperto!”
. “O ano passado fiz aqui uma grande operação – tiraram-me um rim, um bocado assim do intestino, e ainda uma costela!” (isto é dito enquanto a referida pessoa levanta a camisola e põe à vista a cicatriz em si...)
. “Eu sou velha, mas sou muito asseada!! Até ponho pó de talco aqui nos peitos!” (isto é dito enquanto a referida pessoa abre a blusa frente a um incauto – regra geral alguém novo na família, ou um amigo que levamos lá a casa – mostrando os bastante desenvolvidos apêndices mamários com largos quilos de pó de talco da marca Pingo Doce em cima)
. “Ai, o meu colesterol está um bocado alto, mas se calhar este bocado de carne de porco assada com a linguiça no meio não há-de fazer muito mal...”
. “Eu, quando era nova, era muito farfalhuda por baixo!”
.”Sim, eu sei que foi o teu avô que andou com aquela pedra de cimento com 50kg ao colo e que ficou com dores na perna, mas garanto-te que tenho andado aqui a sentir uma dor nesta perna!”
. “Só hoje, já tomei 27 comprimidos.”
. “Ora, se for só um bocado de bolo não faz mal aos meus Diabetes...” (a referida pessoa esquece-se, no entanto, de mencionar, os bocados de bolo anteriores, e os da véspera, fora a Bola de Berlim...)

8 comments:

Maria Ostra said...

SOCORRINHO!!! :D

India said...

Wolf!, espero chegar aos septuag um pouco mais sã e com uma visão um pouco mais clara de mim e dos outros!!!
É que nestas alturas o pudor é necessário!
Beijinhos!

sininho said...

loool... ai se eles soubessem ...

India said...

Não pude evitar!!!
Beijinhos D. Amélia!!!!
Já tenho saudades de a ver!!!

x-prep said...

Engraçado, cheguei ag a casa vindo de almoçar (sim, almocei às 17,30) e ao meu lado estavam 4 velhas gaiteiras cuja conversa oscilava entre doenças, ida à urgência, dores,operações, ARGÁRIA, "ligada ao soro e às máquinas", culminando com idas na camioneta a Fátima rezar.

E eu pensei: é por isto que quero morrer novo espetado contra um camião mercedes a 300 km/h!De mota, claro

Bxana said...

"Ai, o meu colesterol está um bocado alto, mas se calhar este bocado de carne de porco assada com a linguiça no meio não há-de fazer muito mal...” é um clássico!!! :)

maf said...

O que eu gosto de ouvir é a minha avó dizer: "É como se tivesse aqui um cão a morder-me a perna", mas melhor ainda é a minha MÃE, sim, viste bem, a minha mãe uma digna senhora de 56 anos que ainda não entrou nessa idade linda dos 70 dizer,"Bem!! Esta noite não preguei olho". Quando eu fui à casa de banho a meio da noite ela roncava minha amiga...
Mas ainda da referida pessoa, "parece mesmo uma faca aqui a cortar-me as costas..." Como que de vez em quando o pessoal necessitasse de uma esfaqueadela só para se sentir melhor...
Enfim...

Marta said...

Eu vou arquivando mentalmente estas coisas, para as acrescentar ao meu repertório de septuagenária... Sim, que eu vou ser uma velha toda fixe - a minha idade mental deve rondar os 8 anos de idade (o que quer dizer que me vou dar lindamente com os bisnetos e com os seus animais de estimação, sejam eles o Piruças abandonado de quem tivemos pena e que trouxemos para casa ou a família de rãs que trouxemos do passeio pelo jardim público), a minha miopia promete deixar-me pitosga por essa altura do campeonato, o que quer dizer que vou andar com uns óculos fundo de garrafa e os olhinhos mais para o fechado, e depois, provavelmente, vai dar-me para mirrar. Posso arranjar uma bengala só para o estilo, e para acertar nas canelas dos chatos...