Saturday, October 10, 2009

Cães e Tradição.

Eis o mais recente elemento familiar!

Manifesta alguma dificuldade em ter a língua dentro da boca e, sempre que pode, vem partilhar a sua baba com toda a gente.

Não há maneira de o bicho ficar quieto para uma fotografia mais ou menos decente!

Por acaso, até acabámos por descobrir duas maneiras!
1: Quando o outro foto-cromo o está a agarrar.

2: Quando está concentrado em qualquer coisa brutalmente importante, como as minhas sapatilhas.

Ainda não o conseguimos treinar a vir quando assobiamos, e nem a estraçalhar a bola, mas devo desde já manifestar o meu pesar pela escolha do nome.

Esta bicheza, um cruzamento de Labrador com São Bernardo, que em breve terá o tamanho de uma pequena vaca, sucumbindo ao peso da tradição familiar, chama-se Vidinhas.

Vidinhas, porra!!!

Os meus argumentos foram em vão mas, para mim, dentro do meu coração, hás-de ser sempre Joe Berardo!

5 comments:

Mokas said...

chama-lhe Berardo que ele vem na mesma...

mas se eu tivesse um cachorrinho do tamanho de uma vaca, chamar-lhe-ia
"fifi"
ou então
"putchi"

marta said...

Há bocado passou aqui um na praceta, pela mão de um senhor daqueles que usam o cabelo rapado e manga à cava mesmo que esteja a nevar para mostrar o seu consumo de esteróides, que dava pelo nome de Pitucha...

Mokas said...

Pitucha?!?!?!
esse senhor tinha um nome um pedaço gay....
=P

Ads said...

Esse piruças é bem fixe!
Tem cara castiça e se está concentrado nas tuas sapatilhas é porque em breve vais ficar sem elas ;)

Ou então cantos de moveis de madeira, também costumam gostar. Mais pinho que cerejeira, provavelmente pelo sabor. Não os censuro, o sabor de cerejeira é coisa que não tem jeitinho nenhum... :P

*

marta said...

Não posso opinar. Nunca comi cerejeira.

Bem vistas as coisas, nem pinho!

=)