Friday, March 07, 2008

É tipo seguir as setas, hum?

Há pessoas concentradas. Outras são perspicazes e rápidas de interpretação. Outras intuitivas.

E depois há aquelas que são distraídas, despistadas, com a cabeça na lua, e frequentemente a andar à roda. Pessoas que tropeçam nos seus próprios atacadores. E ficam sempre com qualquer coisa presa em algum lado, tipo a mala, o casaco, a camisola, as calças, a cabeça. Pessoas que se engasgam a beber água. Pessoas para quem as escadas rolantes do metro do Chiado são perigosas.
É nesta última categoria que eu me incluo.

Nunca fui boa a fazer aquilo que se designa por “seguir os sinais”. Bem podem estar escarrapachados à frente dos meus olhos, que eu não os consigo decifrar.

E, depois das fases “Viagens no Tempo”, “Uma Aventura” e “Literatura Portuguesa do Século XIX” que atravessei na minha adolescência, respectivamente, ainda entrei de cabeça nos mundos do Paulo Coelho, da Marion Zimmer Bradley e do Richard Bach.

E não, até hoje, não consigo perceber sinais.

Assim, foi com gáudio que abri um mail que me mandaram ontem e que dizia: “CLEAN JOKES FOR SLIGHTLY TWISTED MINDS....”.

E diverti-me bastante até ao final do dito mail (diversão essa que partilho convosco, nas imagens seguintes).

Mas pareceu-me, não sei explicar bem porquê, que a frase que terminava o mail era um SINAL.

Alguém quer dizer-me alguma coisa de importância vital, mas eu continuo sem perceber o que será…

“Have a happy Mental Health Day”.

Já agora, gostaria de deixar aqui um apelo: que se trocasse o dia 8 de Março (amanhã) para “Dia da Liberalização das Inocentes e Quiçá Relaxantes Drogas Leves”, em vez de “Dia das Mulheres”, que parece que é assunto que traz alguma polémica. Pensem nisso.






















3 comments:

bjecas said...

(passando a linguita no lado da cola)

O dia das cenas fumáveis é sempre que um homem quiser (leia-se todos os dias).

\m/

Maria Ostra said...

Epá, também sou dessas! O que já me tem provocado inúmeras situações embaraçosas. Um dia!
Um dia chego lá!
:D

Marta said...

Eu também gostava, mas ontem andei até com as minhas "sapatolhas assassinas"... Não tenho remédio...