Tuesday, August 07, 2007

As pessoas que moram na minha cabeça. Capítulo quinto.

Uma tal de Inshirah.
A miúda árabe, tipo chamuça relativamente picante.
Fica algo possuída quando ouve pandeiretas. Mete a Shakira a um canto. E é modesta!
Como isto acontece quando está sozinha no recato do lar, tenta muitas vezes, de forma infrutífera, porém, seduzir a gata.
Não é de estranhar que o pobre animalzinho tente fugir de esgalgalhão e chapaduça cada vez que a porta de casa é aberta…
Mete o cd de música árabe que trouxe do curso de Danças Orientais lá do Cartaxo a um volume muito pouco aconselhável ao coração da pensionista que mora no andar de baixo, e está danadinha para ir à Fnac descobrir mais coisas destas totalmente desprovidas das satânicas pan pipes.
Manifesta uma certa tendência para escurecer que nem um mouro cada vez que apanha meia horita de sol.
Tem também um gato preto assanhado tatuado na nádega esquerda, tal como os outros, e venera esta espécie, que considera exótica e misteriosa, tendo uma grande afinidade com os ditos bichinhos.


A propósito, hoje até têm direito a um bónus!
Cá está uma belíssima imagem capturada um dia destes, à noitinha: um auto-retrato da explosiva autora deste blog fantástico antes de ser brutalmente abifada pela gata que mora lá em casa!
Para quem a conhece, sabe que ela dá mesmo a sério – podem perguntar ao Edu…
Mas, de imediato, foi severamente punida, através da célebre técnica de tortura chinesa "vou-te amassar o pêlo e fazer festas na barriguinha"!


2 comments:

Bxana said...

Que minhau fofinha!=)

Marta said...

É uma psicótica maluca, mas é boa pessoa, digo, gata...