Thursday, August 06, 2009

You lucky LUCKY bastard!!!

Assim, de chapão, à frente dos olhos!
É o primeiro dela.


Eu disse, há dias assim...

5 comments:

Gingerbread Girl said...

Já não leio nada dela desde que li "Na Corda Bamba"... comecei a gostar cada vez menos. =\

Mas esse título e talE... acho que vou experimentar.


*

Mokas said...

agora estou a ler a alice no pais das maravilhas/do outro lado do espelho; triologia de nova-iorque; lulu on the bridge.

outros dois mais técnicos repousam ao lado...

em suma, nop! não vou ler... mas gosto da capa

=D

A Gata Christie said...

Nunca li nada dela... Neste momento, estou a começar o Fortaleza Digital.

marta said...

Varia de pessoa para pessoa. Este foi o primeiro dela, e é muito diferente, é mais um conto gótico. O outro, Sleep Pale Sister, é do género, também, e foram agora reeditados, mas tanto um como o outro são diferentes do que estamos habituados a ver da parte dela. Pessoalmente, gostei muito do segundo, em português com o título "Valete de Espadas, Dama de Copas", que se situa numa época que adoro pesquisar - finais do século XIX, em Inglaterra - e com personagens que não me são de todo estranhas, porque tenho curiosidade na forma de vida dos pintores da Irmandade Pré-Rafaelita e das coisas que os rodeavam. O que li foi muito de encontro ao que calculava que se passava com Dante Gabriel Rossetti e Lizzie Siddall.
Dos mais recentes, há uns que gosto mais, com os quais me identifico, outros menos. Gosto dos "Cinco Quartos de Laranja", e a Z. não aprecia muito esse. Ela adora o "Vinho Mágico", mas confesso que só a partir de uma certa altura lhe achei graça, e que até aí o considerei algo enfadonho. "Na Corda Bamba" é um dos meus preferidos, porque adorei o estilo rebelde e obstinado do Merle (até porque cada vez que o imaginava visualizava o baixista dos Heroes del Silencio nos tempos áureos, que é coisa que me faz tremer um bocado os joelhos *_+), e gostei muito deste último, o "Sapatos de Rebuçado", que deu uma sensação de finalização que senti incompleta no "Chocolate".

marta said...

Eish... já pareço uma crítica literária!