Monday, May 11, 2009

O coração do Lobo.

O que vai dentro do coração de um lobo?
O lobo é selvagem, mas luta com honra.
É solitário, mas tem coragem para dar a vida por um irmão que não conhece, ou até mesmo por um irmão que o tenha magoado.
Luta com glória, sem saber sequer porque o faz, mas apenas porque, cá dentro, sabe que é assim que tem de fazer.
Ama a sua família acima de tudo, e é ela que está em primeiro lugar no seu coração em cada batalha que trava.
O lobo é forte, mas doce. Cruel, por vezes, mas carinhoso para com os seus.
Mesmo embrenhado na maior das dores, é capaz de estender a mão ao irmão que o feriu e, olhando-o bem dentro nos olhos, dizer-lhe “Eu ajudo a levantar-te, e dou-te coragem para enfrentar a luta.”
Ama profundamente, para sempre. E nunca desiste.
E às vezes aquele lobo que parece fraco e sem ambições, é capaz de se revelar forte, inabalável, convicto, capaz de defender toda a alcateia.
Um líder.
Escolhi o caminho certo? Não sei.
Nunca se sabe, na verdade.
Muitos caminhos que pareciam certos revelaram-se ilusórios.
Caminhos valorosos perderam-se no tempo, amigos preciosos foram ficando para trás.
É engraçado, que são estes que agora nos estendem a mão e nos ajudam a voltar ao nosso caminho.
São estes que, apesar de parecerem distantes, sentem “novelos no coração” quando estamos em baixo, e qualquer coisa neles lhes volta a atenção para nós, que precisamos.
“Que a Nossa Senhora vos proteja.”, dizem, longe, sem saber de nada, mas sentindo que algo está em turbilhão.
Mas estamos cá para aprender.
Mesmo uma batalha em que saímos derrotados tem lições fortes que não podemos esquecer nunca. Principalmente essas.
O lugar por onde caminho agora foi escolhido de coração aberto.
É difícil. Tem muitos obstáculos, muita dor.
Tenho muito medo, mas coragem também e, agora que aprendi, não sou capaz de baixar a cabeça.
Eu sabia disso quando o aceitei.
Mas foi escolhido pelo Amor Maior.
E mesmo que nunca chegue onde EU quero, tenho a certeza que vou chegar onde é preciso para que o Amor Maior seja fortalecido.
Nós escolhemos sempre a nossa batalha, o nosso caminho, por vezes mesmo sem saber porquê.
Independentemente do que dizem os outros, do que dizem os astros, do que dizem as cartas, do que está escrito no Destino.
Se o Destino te diz “Vais falhar!”, tu podes responder “Não! Eu é que escolho! E vou vencer!”.
Sei que a parte mais difícil ainda não passou.
Um passo de cada vez. Todos eles com Coragem no coração e nos gestos. Com Fé. Com Esperança. Com Amor.
Um dia, talvez compreendamos este mistério.
A batalha ainda não terminou, mas os meus joelhos, agora que conhecem a minha força, não vão vacilar. Menina-inocência, Mulher-Guerreira. Sou todas elas.

Ao E., a voz da razão, que me sabe escutar e compreender, porque fomos irmãos noutra vida, e o somos nesta.
À V., que já perdoei e a quem agradeço do fundo do meu coração, porque sei que ela foi um instrumento do meu Anjo para me ajudar, para me acordar e para me indicar o caminho. Por quem um dia senti uma amizade tão forte que desejei que fôssemos irmãs. Não te esqueças, quando te sentires desalentada, de ver o álbum que te demos no teu último aniversário, pois lá sentes a sinceridade do meu amor e carinho por ti.
À Índia e à Zabete, irmãs-guerreiras, que me abriram os olhos, ampararam a queda e ajudaram a levantar.
À minha Mãe e à minha Avó, que estão longe e não sabem de nada, mas que sentem os “novelos no coração” e que rezam por mim.
E, acima de tudo, ao meu Guerreiro, que me inspira, que me dá coragem na luta, que faz crescer o meu Amor de forma que nunca pensei possível. Que possa eu a ele inspirar, dar coragem, estender a mão e ajudá-lo a levantar. Amo-te.
Amo-vos do coração. Obrigada.

2 comments:

India said...

Willie Nelson dizia assim na canção:
“Cowboys ain’t easy to love and they’re harder to hold.”
Tens que aprender a lidar com o teu cowboy! Boa sorte Amiga!

Wolfhearted said...

Estou a aprender.

Esta lição valeb mais que ouro!

E acima de tudo, aprendi a conhecer-me melhor.

Todos somos Guerreiros, aqui.